Ginga Original (Capoeira me chama da licensa meu sinhor)

Capoeira me chama
E eu vou atender
Entro na roda sem medo
Com malícia e segredo
Pronto pra me defender

Com um pouco de molejo
Vou de encontro ao berimbau
Quem não sabe agora aprende
É o arame, a cabaça e um pedaço de pau

Iê aaaaa, iê ooooo
Capoeira me chama da licença meu senhor

Iê aaaaa, iê ooooo
Capoeira me chama da licença meu senhor

Você dança e se defende
Nesta ginga original
Que mexe tanto com a gente
Envolvendo até a mente
Na origem mundial

Iê aaaaa, iê ooooo
Capoeira me chama da licença meu senhor

Iê aaaaa, iê ooooo
Capoeira me chama da licença meu senhor!

Capoeira me chama…

No mercado modelo tem acaraje

Bahia Bahia ê Bahia Bahia
Bahia Bahia ê Bahia Bahia
Ioioioio Modelo
Ioioioioi Modelo
No mercado modelo tem acaraje
No mercado modelo tem acaraje
So voce ir la, senti tuda enercia
Si voce quero ver o que tem la na bahia

Quando chegei la no mercado modelo

Quando chegei la no mercado modelo
Chegei de manha cedo
Tudo mundo me esperando preguntando negao que vai fazer
Eu sou capoeira tambem sou maculele
Lala la ue, Lala la ue!
Lala la ue, Lala la ue!

Sereno Cai

Sereno Cai, sereno cai
Eu ralo tampo no cumbuco do balaio
Sereno Cai, sereno cai
Eu ralo tampo no cumbuco do balaio

Quero papai, quero mamae, quero tintinha
Quero anel quero dedao quero linha
Rapaz que tinha dinheiro, a mosa garante os cabellos,
Cascavel de vareta, e’ danado pra bate chucalio.
Rapaz quer corta caminho que hoje vai cai orvalho
A E’ AE’ AE’ A O
A E’ AE’ AE’ A O

Campo de mandinga vamo mandinga

Eu sou poeta, tocador e cantador
E tenho orgulio de compri minha missao
Vou no caminoh que a capoeira me ensinou
E que um dia marco no meu corasao
Eu vou sozinho – tocou berimbau
Si duro caminho – tocou berimbau
Si tem espirro – tocou berimbau
Eu vou
Campo de mandinga vamo mandinga
Mandinga vamo mandinga

Corta cana

Corta cana, corta cana, corta cana,
Corta cana no canavial

Corta cana, corta cana, corta cana,
Corta cana no canavial

Eu tive pai, eu tive mãe
eu tive filha, mas perdi toda a família,
a liberdade e o amor,
E hoje em dia eu só tenho dor e calo,
trabalhando no embalo, do chicote do feitor.

Corta cana, corta cana, corta cana,
Corta cana no canavial

Nego velho…

Corta cana, corta cana, corta cana,
Corta cana no canavial

Eu já fui Rei, a minha mulher foi Rainha, pela mata
eu ia em dia, livre como animal,
Mas hoje em dia, sou como um bicho acuado,
trabalhando acorrentado, preso no canavial

Corta cana, corta cana, corta cana,
Corta cana no canavial

A alma negra nunca foi escravizada, correu menina
levada, brincando no céu de lá,
Roubaram o Sol, roubaram a noite e meu dia,
só não roubaram a poesia que eu trago no meu
cantar.

Corta cana, corta cana, corta cana,
Corta cana no canavial

Eu sou guerreiro tenho fé e tenho crença, porque
me firmo na benção, que ganhei do orixás,
Sou cana forte, sou membé cana caiana, minha
doçura de cana, é ruim de me derrubar

Corta cana, corta cana, corta cana,
Corta cana no canavial